25 ANOS DE SUCESSO, O ROTEIRO DA CIDADE!

Colunistas

Coluna: Saúde dos olhos

09/06/2017
Perda de visão periférica pode ser glaucoma?

Informe Publicitário

O glaucoma é uma doença do nervo ocular e da camada de fibras nervosas da retina. Quando esse sistema deixa de transmitir os impulsos nervosos de maneira eficaz, surgem falhas no campo de visão e em último grau pode levar à cegueira. Nesses casos, os danos não são reversíveis.
A causa do problema frequentemente é o aumento da pressão intraocular, que pode acontecer por uma predisposição genética, uso de colírios, corticoides, inflamações oculares, traumas ou cirurgias oculares.
No início o paciente não sente nada alterado, mas em fases mais avançadas pode perceber a perda do campo de visão lateral, que é progressiva quando não tratada. Algumas crises de pressão ocular podem acontecer com dor, vermelhidão e visão turva.
Felizmente o diagnóstico do glaucoma pode ser feito precocemente com medidas da pressão ocular, análise do histórico familiar, testes funcionais de visão e avaliação do nervo óptico.
O tratamento clínico é realizado com colírios, que normalmente é eficaz. Já nos casos mais graves, há opções cirúrgicas. Consultas de rotina e periódicas proporcionam uma detecção precoce do problema e uma eficácia no tratamento.
Leia também:
Leia também:
Leia também: